BusinessHistóriasMarketing Digital

Admirável Mundo Novo!

Por janeiro 26, 2018 Sem Comentários

Como já dizia Aladdin quando sobrevoava Agrabah junto a Jasmim, em seu tapete mágico

It’s a whole new world

É um mundo totalmente novo, todos os dias novas tecnologias nascem e também morrem, empresas começam, são compradas ou Quebram.

Nosso país tem vivido dias de crise nos últimos anos, mas nem por isso você precisa fazer paste desta estatística, não veja isso como um Jabá, mas desde que abri a iNexxus vi sendo escritas várias histórias de sucessos, de empresas que iniciaram ou se reinventaram nesse período de mudanças tão grandes.

Um russo, Nikolai Kondratiev, já havia explicado a muitos anos atrás que a economia dos países passa por ciclos de ascensão e declínio, na época que ele formulou essa teoria, ele identificou que esses ciclos poderiam durar de 40 a 60 anos, resumidamente ele identifica que é esperado que após um período de muita bonança (boas vendas, fartura, mercado aquecido, etc) venha em seguida um período de escassez e dificuldades econômicas.

http://www.geografiaopinativa.com.br/wp-content/uploads/2016/07/Kondratiev.png

Nesse momento você deve ter se perguntado porque eu trouxe um russo morto a quase 100 anos para a nossa conversa…

Resultado de imagem para doubt gif

Veja bem, se você parar para pensar na economia de muitos países e empresas, você vai conseguir identificar esses períodos de alta e baixa realmente acontecem, mas a grande diferença da nossa realidade é que por conta da globalização e a velocidade que a internet nos proporcionou esses ciclos diminuíram exponencialmente, e hoje podem acontecer dentro de meses e semanas.

Dessa maneira, se tornou muito mais “fácil” validar uma ideia de negócio, uma oferta ou um anúncio, mas também se tornou muito fácil ver o seu negócio começar a ruir em apenas dias.

Há cerca de 2 anos atrás o Facebook liberou o recurso de vídeos ao vivo, pouquíssimo tempo depois um vídeo se tornou viral e na época chegou a ser o vídeo mais visto da rede social (Hoje está com mais de 171 Milhões de Visualizações), o mais interessante é o impacto que isso trouxe.

Quero destacar três pontos desse ocorrido, a mulher menciona o nome de uma loja no começo do vídeo (Kohl’s), ela mostra um brinquedo que ela comprou na loja e por fim se diverte com esse produto.

Resumidamente é isso que acontece no vídeo de 4 minutos, apesar do vídeo ser hilário, ninguém esperava o que viria a seguir, esse  brinquedo se esgotou em TODAS as lojas da rede que ela menciona no começo do vídeo e poucos dias depois era praticamente impossível encontrar esse brinquedo.

Veja bem, em poucos dias um simples vídeo, que não custou NADA para ser produzido, que não custou NADA para ser veiculado, com certeza ABSOLUTA vendeu muito mais que as centenas de milhares de dólares quiçá milhões entre a fabricante do brinquedo e todas as redes de lojas que estavam vendendo eles. Essa ação poderia muito bem ter sido planejada por uma dessas empresas simplesmente ao se colocar no lugar de quem compra esses brinquedos gostaria (se divertir).

Mas este é o mundo em que vivemos hoje, rapidamente ações inesperadas e não planejadas (que até poderiam ter sido planejadas) contribuem para o sucesso ou fracasso de um negócio.

Em outro caso um único post foi capaz de mobilizar duas grandes empresas, produtores agrícolas, o prefeito de uma cidade e até mesmo um deputado no estado canadense de Ontário.

Há dois anos, Brian Fernandez, morador da cidade de Leamington, conhecida como a capital do Tomate, colocou em seu perfil no Facebook um convite para que seus conterrâneos boicotassem a marca Heinz já que a concorrente French’s utiliza tomates locais.

Em poucos dias, o post de Fernandez foi compartilhado quase 150 mil vezes e fez com que os ketchups da French’s se esgotassem no varejo. “Vamos triplicar a produção do produto e ficamos entusiasmados de ver a mobilização local”, disse Elliott Penner, presidente da French´s, em entrevista à emissora local CBC.

Já o executivo da Heinz, Sam Diab, disse que é “encorajador ver a forma como os consumidores valorizam o produto local”. Diante da repercussão, John Paterson, prefeito de Leamington, pediu para que os canadenses não boicotem todos os produtos da Heinz porque a empresa ainda fabrica alguns itens com produtos locais como vinagre e molho de macarrão dando empregos para a cidade.

wraps

Desde 2014, a marca de condimentos Heinz deixou de produzir em Leamington. Com sua saída da cidade a empresa demitiu quase 800 trabalhadores e desestabilizou os agricultores.

O post de Fernandez ganhou as notícias e o boicote está se espalhando por outras cidades do Canadá. A situação mostra que mesmo um caso isolado, em uma cidadezinha do interior do Canadá, pode ganhar o mundo em minutos com apenas um clique.

Pois bem, é como eu já havia dito, esse é um mundo novo de oportunidades em que estamos vivendo, por isso, apesar da crise e de todas as dificuldades que nós podemos enfrentar como empresários, não deixe de usar as ferramentas que estão a sua disposição para criar oportunidades para o seu negócio e sua vida!

Até a próxima!

Deixa uma Resposta

Ligue Agora:
(17) 3308-3256
Whatsapp:
(17) 98106-8556
E-mail:
contato@inexxus.com.br

Rua Pedro Amaral, 3488 – São José do Rio Preto – SP